sábado, 9 de maio de 2009

Leve



Leve, leve, muito leve,
Um vento muito leve passa,
E vai-se, sempre muito leve.
E eu não sei o que penso
Nem procuro sabê-lo.




Alberto Caeiro

2 comentários:

heretico disse...

beijo...

AnaMar (pseudónimo) disse...

E eu que procuro sempre uma explicação para tudo...
Bj